Onde tem coronavírus?

Mapa de distribuição dos leitos de UTI adulto (SUS e não-SUS) nos municípios brasileiros

Um dos maiores desafios para o tratamento da COVID-19 é a disponibilidade de leitos de UTI para tratar pacientes em estado grave. Vale ressaltar que a existência de leitos de UTI não necessariamente representa disponibilidade para atendimento de pacientes com sintomas graves da COVID-19, pois eles podem estar ocupados por pacientes com outros problemas graves de saúde. Além disso, a disponibilidade de leitos também depende do funcionamento adequado da unidade de saúde e da presença de equipe médica especializada. Em Manaus, por exemplo, onde o sistema de saúde já colapsou, o hospital referência da doença atingiu sua disponibilidade máxima deixando 9 leitos ociosos por falta de pessoal, de acordo com reportagem do Nexo de abril de 2020.

De acordo com publicação de fevereiro de 2020 da OMS, a maioria dos casos confirmados da COVID-19 é de adultos entre 30 e 69 anos e cerca de 6% de todos os infectados podem apresentar quadros críticos que exigem cuidados intensivos. Nesse contexto, os municípios que não contam com infraestrutura hospitalar adequada vão precisar encaminhá-los a hospitais equipados com leitos de UTIs. Porém, somente cerca de 10% dos municípios brasileiros contam com esses leitos. A quantidade insuficiente de leitos de UTI seria um problema por si só, como relata reportagem do UOL de março de 2020, mas a situação é ainda mais grave quando consideradas as grandes distâncias que pacientes podem ter que enfrentar para alcançar estes leitos.

O mapa acima apresenta a quantidade de leitos de UTI para adultos  (SUS e não SUS) registrada no Cadastro Nacional de Estabelecimentos de Saúde (CNES) em fevereiro de 2020 e ilustra a deficiência da cobertura para atendimento dos casos críticos, em especial na região norte do país. Os efeitos dessa falta de cobertura podem ser vistos na sobrecarga que o sistema de saúde de Manaus está sofrendo, com aumento em uma semana de 192% nos casos, conforme matéria da Exame de abril de 2020.

Fonte original dos dados: 

CNES – Número de leitos por município em fevereiro de 2020 (acessado em abril de 2020)

IBGE – limites municipais e estaduais (acessado em abril de 2020)

Acesso aos dados manipulados: Shapefile ou GeoJSON

Licença de uso: CC-BY-SA

Autores: Marina Zacari, Aline Lopes, Helena França, Diana Hamburger, Pedro Monteiro, Mariana Faceto, André Freire. Fale conosco!

Compartilhe
Skip to content